Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Supermercado francês combate desperdício alimentar com fruta e vegetais feios

Mäyjo, 21.12.14

Supermercado francês combate  desperdício alimentar com fruta e vegetais feios

Os vegetais e fruta mal formada são frequentemente vítimas dos padrões de beleza das mercearias e grandes superfícies comerciais. Desta forma, os consumidores gravitam em torno das frutas e vegetais mais perfeitos e muitas lojas tendem a gratificar este impulso.

Porém, esta tendência conduz a um grande desperdício de alimentos próprios para consumo. O desperdício ocorre ao longo de toda a cadeia de produção. Convencer as superfícies comerciais a vender frutas e vegetais feios e os consumidores a adquiri-los é a melhor maneira de reduzir o desperdício de comida.

Para combater esta tendência e desperdício, o Intermarché lançou uma nova campanha que incentiva os consumidores a comprarem fruta e vegetais feios a preços mais reduzidos.  Durante a nova acção de marketing, os preços desta fruta e legumes vão ser 30% mais baratos e foram espalhadas várias mensagens pelas lojas incentivando à compra destes alimentos. “Uma cenoura feia é uma sopa bonita”, é um exemplo, refere o Treehugger.

A campanha está já a produzir alguns resultados e a movimentação na secção de frutas e vegetais está a aumentar.

Aquecimento no Ártico pode suavizar invernos na Europa

Mäyjo, 21.12.14

Aquecimento no Árctico pode suavizar invernos na Europa

Um Árctico mais quente poderá levar a menos eventos extremos – e menos frio – no Outono e Inverno da Europa, partes da Ásia e Estados Unidos, de acordo com um estudo publicado neste domingo pela Universidade de Exeter.

Segundo James Screen, investigador em Exeter, na Inglaterra, com o Árctico mais quente, os ventos frios que sopram do Norte estão a aquecer mais rapidamente que os que sopram de sul. Isto significa que a diminuição da variabilidade em temperaturas – e, potencialmente, menos extremos frios do tempo.

Publicado no Nature Climate Change, o estudo vai contra o que muitos cientistas disseram em anos recentes, enquanto as ligações entre o aquecimento do Árctico e as correntes de jacto – e como elas influenciavam os sistemas climáticos de todo o mundo – foram sendo estudadas.

Utilizando modelos do clima, Screen mostrou ainda que estas mudanças continuarão no futuro, com diminuições projectadas na variabilidade da temperatura em todas as estações – com excepção do Verão.

Foto:  NASA Goddard Photo and Video / Creative Commons

Kiruna: a cidade sueca que vai mudar de lugar

Mäyjo, 21.12.14

Kiruna: a cidade sueca que vai mudar de lugar (com FOTOS)

Alguns arquitectos são conhecidos por mover as massas com o seu design de deixar qualquer boquiaberto, mas poucos são os que conseguem literalmente mover cidades inteiras. Um deles é o ateliê de arquitectos sueco White Arkitekter venceu recentemente uma competição internacional para deslocar a cidade de Kiruna, na Suécia.

Um século de exploração mineira causou várias fendas e rachas no subsolo que desestabilizam as fundações da pequena cidade, e a White Arkitekter apresentou um plano para realojar a cidade ao longo das próximas décadas.

Kiruna foi fundada por uma empresa de exploração mineira, em 1900, e os anos subsequentes de extracção de ferro desestabilizaram as fundações da cidade. Assim, é necessária a relocação da cidade e dos seus 20.000 habitantes – veja uma foto actual da cidade na galeria (foto 19).

O projecto apresentado pelos arquitectos vencedores pretende deslocar a cidade de oeste para este, um processo que vai decorrer em várias fases, e tornar a cidade num espaço mais vertical que horizontal.

A primeira fase do plano vai criar um novo centro da cidade, que será uma grande avenida com sentido de oeste para este que vai passar pelo centro da actual cidade. Gradualmente, a densidade no leste da nova cidade vai ser aumentada enquanto os edifícios a oeste são desmantelados.

“Realocar literalmente uma cidade vai ser um pouco como andar como uma centopeia com a sua casa e pés –  movermo-nos lentamente alguns quilómetros para leste”, afirma Mikael Stengvist, arquitecto do atelier escolhido, cita o Inabitat.

Embora o processo seja inconveniente para os habitantes de Kiruna, existem algumas vantagens associadas ao massivo projecto de realojamento. Uma vez que a cidade se expandiu rapidamente devido à sua dependência do minério, a localidade carece de infraestruturas modernas, o que a torna isolada. Parte do projecto de realocação de Kiruna vai contemplar um novo sistema de transportes, incluindo eléctricos e comboios que vão melhorar as ligações às cidades vizinhas. Existe também grandes esperanças que a nova cidade atraia novos negócios e comércio, tornando a cidade menos dependente do minério.

O minério nesta cidade está limitado, uma vez que já não há muita matéria prima para extrair. Quando o ferro se esgotar, as autoridades municipais pretendem transformar as imediações da mina e parte da antiga cidade num parque verde que pretende ser um ponto de passagem na rota de migração das renas.

Glastonbury declara guerra às garrafas de plástico

Mäyjo, 21.12.14

Glastonbury declara guerra às garrafas de plástico

Na edição de 2014 do mítico festival britânico de Glastonbury, a organização decidiu tornar o evento mais verde e declarar guerra às garrafas de água de plástico. Como tal, foram distribuídas garrafas em aço inoxidável reutilizáveis e colocados 400 bebedouros no recinto do evento de maneira a evitar a produção de resíduos de plástico.

A estratégia de 2014 faz parte de um plano de sustentabilidade, a longo prazo, que Glastonbury implementou para se tornar o festival mais sustentável do mundo. Recorde-se que Glastonbury, tal como o Rock in Rio Lisboa, é dos poucos festivais de música que possuem certificado de sustentabilidade.

As garrafas reutilizáveis foram distribuídas aos membros das bandas que atuaram no festival, bem como a 2.000 elementos do staff do palco. Para os festivaleiros, a organização tinha as garrafas à venda em vários pontos espalhados pelo recinto. Caso não quisessem adquirir as garrafas, a organização pedia aos 140.000 festivaleiros para que trazerem garrafas reutilizáveis de casa, que podiam encher nos bebedouros instalados. A organização de Glastonbury estou que durante o evento foram usadas cerca de um milhão de garrafas de plástico.

“Temos água com qualidade fantástica no Reino Unido, mas toda a gente está obcecada em beber água engarrafada”, afirmou Lucy Smith, responsável pela área de sustentabilidade do evento, cita o Business Green. A responsável indica que a estratégia desta edição foi uma antevisão do plano para 2015, que prevê a substituição dos copos plásticos da cerveja e os talheres de plástico por alternativas reutilizáveis.

Os festivaleiros foram também aconselhados a deslocarem-se para o evento de transporte público ou através da partilha de carros com conhecidos. “Queremos ser o mais sustentável que conseguirmos. Fazemos tudo o que está ao nosso alcance, mas lidar com o lixo de 140.000 pessoas é um desafio. Não podemos pôr caixotes do lixo em todo o lado”, indica Lucy Smith.

A organização de Glastonbury revelou ainda que metade do lixo produzido na edição de 2013 foi reciclada e que em 2014 existiram cerca de 15.000 ecopontos espalhados pelo recinto. Recorde a limpeza da edição de 2013 de Glastonbury.

Glastonbury: os despojos de um dos festivais mais verdes do mundo

Mäyjo, 21.12.14

Michael Eavis, o agricultor que desde 1970 organiza e cede a sua quinta para o Festival de Glastonbury, revelou que a edição de 2014 ano foi um sucesso e está já a trabalhar na edição de 2015.1

Entre 25 e 29 de Junho passaram cerca de 175.000 festivaleiros pela Worthy Farm e, como todos os anos, houve muita música, chuva, lama e trovoada.

Glastonbury é um dos poucos festivais a nível mundial a possuir um certificado de sustentabilidade e entre as novas medidas sustentáveis implementadas este ano conta-se a distribuição de garrafas metálicas reutilizáveis e a colocação de 400 bebedouros de água no recinto – uma tentativa de reduzir a produção de resíduos de plástico.

Veja como decorreu a limpeza de Glastonbury 2013.

Contudo, acolher 175.000 pessoas durante cinco dias e gerir os respectivos resíduos não é tarefa fácil. Quando o evento terminou, uma equipa de 800 funcionários e voluntários limpou a propriedade e fez a respetiva triagem dos despojos deixados pelos festivaleiros e encaminhou-os para a reciclagem. A equipa teve cerca de uma semana para concluir os trabalhos de limpeza. Contudo, demorou seis semanas até que a Worthy Farm regressasse ao normal.

3 

6

spiral Jetty

Mäyjo, 21.12.14

Spiral Jetty

Great Salk Lae Utah, USA

41°26′16″N 112°40′8″W

Spiral Jetty é uma escultura de terraplenagem feita por Robert Smithson, com 460 metros de comprimento (460 m), que se projeta a partir da costa nordeste do Great Salt Lake, em Utah, EUA.

Smithson supostamente escolheu este local por causa das cores vibrantes da água (bactérias tolerantes ao sal e algas prosperam aqui na salinidade de 27%) e da sua conexão com o mar primordial.

Exercícios

Mäyjo, 21.12.14

1 Questão: Observe o mapa abaixo e indique o nome do continente que se localiza:




a) A oeste da Europa
----------------------------------------------------------------------
b) A leste da Europa
---------------------------------------------------------------------
c) Ao sul da Europa
--------------------------------------------------------------------


2 Questão: (Questão somatória)

A localização de qualquer ponto sobre a superfície da Terra e a determinação da hora envolvem o conhecimento dos círculos terrestres, das coordenadas geográficas, dos fusos horários e da orientação. Sobre o tema, assinale o que for correto.

01) A hora local é dada pela passagem do Sol pelo meridiano de um lugar, enquanto a hora legal é baseada nos fusos horários que são em número de vinte e quatro.

02) A orientação no espaço geográfico pode ser feita pela utilização direta dos astros como o Sol, a Lua e as estrelas, ou pela utilização de instrumentos como o GPS e a bússola.

04) A orientação feita através dos mapas leva, em consideração: a seta indicativa da direção dada ao lado do mapa, as coordenadas geográficas (paralelos e meridianos), as convenções cartográficas e o uso da escala que possibilita calcular as distâncias.

08) As coordenadas geográficas são determinadas pelo cruzamento dos paralelos e meridianos. As longitudes correspondem às distâncias em graus que vão de um paralelo a outro e são contadas a partir do Equador, enquanto que, as latitudes correspondem às distâncias em graus que vão de um meridiano a outro, iniciando-se pelo de Greenwich.

16) A orientação, no sentido amplo, significa determinar pontos no horizonte que são representados numa figura denominada rosa-dos-ventos onde estão representados os pontos cardeais (N, S, E e O), pontos colaterais (NE, SE, SO e NO) e pontos subcolaterais (NNE, ENE, ESE, SSE, SSO, OSO, ONO e NNO).


Resposta: o total é________________

3 Questão:Analise a figura abaixo e assinale a opção que corresponde, respectivamente, às coordenadas geográficas dos pontos X e Z.




a) 60º de Latitude Sul         30º de Latitude Sul
    15º de Longitude Oeste  90º de Longitude Leste

b) 15º de Latitude Norte   90º de Latitude Norte
    60º de Longitude Leste 30º de Longitude Oeste

c) 60º de Latitude Norte   30º de Latitude Norte
    15º de Longitude Leste 90º de Longitude Oeste

d) 15º de Latitude Sul        90º de Latitude Sul
    60º de Longitude Oeste 30° de Longitude Leste


4 Questão:

5 Questão:Sobre a orientação, pode-se afirmar corretamente:

a) O espaço entre o sudeste e o noroeste tem dois pontos cardeais, dois pontos colaterais e cinco subcolaterais, partindo de qualquer direção.
b) A representação gráfica da orientação é feita através das coordenadas geográficas.
c) A distância sudoeste-sudeste é de 180°.
d) A distância leste-oeste é de 180°.
e) O espaço entre o ponto colateral noroeste e o ponto colateral sudeste, sentido horário, tem dois pontos colaterais e seis pontos subcolaterais.


6 Questão:Responder à questão com base no gráfico, que representa parte das coordenadas geográficas


A direção do ponto C em relação ao ponto A é
a) Sul – Sudoeste
b) Oeste
c) Sudeste
d) Leste – Sudeste
e) Sudoeste

7 Questão: Responder à questão com base no gráfico, que representa parte das coordenadas geográficas

As coordenadas geográficas dos pontos A e C são, respectivamente,

a) 2º de latitude Sul e 4º de longitude Leste / 4º e 30’ de latitude Sul e 2º de longitude Leste.

b) 4º de latitude Leste e 2º de longitude Sul / 2º de latitude Leste e 3º e 30’ de longitude Norte.

c) 2º de latitude Sul e 4º de longitude Leste / 3º e 30’ de latitude Sul e 2º de longitude Leste.

d) 2º de longitude Leste e 4º de latitude Norte / 3º e 30’ de longitude Leste e 2º de latitude Norte.
e) 4º de longitude Oeste e 2º de latitude Norte / 2º de longitude Oeste e 4º e 30’ de latitude Norte.


8 Questão:ANALISANDO A FIGURA
Considere as afirmações:

I. Os pontos A e B localizam-se no hemisfério ocidental.
II.Os pontos B e C localizam-se no hemisfério boreal.
III. Os pontos A e D localizam-se no hemisfério austral.
IV. Os pontos C e D localizam-se no hemisfério oriental.

Está(ão) correta(s)

a) apenas I e IV
b) apenas II e III
c) apenas I e III
d) apenas II e IV
e) todas

EM QUÊ QUE CADA PAÍS EUROPEU É O PIOR

Mäyjo, 21.12.14

A União Europeia tem 28 países membros. É um bocado como o chefe do planeta, quando seus poderes se combinam, eles fazem um bonito e ótimo lugar para se viver.

Mas isso não significa que cada país não tem as suas próprias falhas.

tmg-slideshow_xl (1).jpg

Áustria: a maior percentagem de fumadores jovens

Por alguma razão, os jovens austríacos parecem pensar que o tabagismo ainda é legal, então eles estão sugando cigarros. Todos os dias, 29,4% dos austríacos com idade entre 15 e 24 anos tingem as suas unhas com o tabaco.
 

Bélgica: o pior congestionamento de tráfego

O tempo que levamos para conduzir através de uma cidade belga, provavelmente poderiamos comer uma dúzia de waffles. Na verdade, as duas cidades mais congestionadas de tráfego no mundo, Bruxelas e Antuérpia, estão ambos na Bélgica. 
 

Bulgária: menor liberdade de imprensa

Segundo a organização Repórteres sem Fronteiras, a Bulgária tem a menor liberdade de imprensa na União Europeia, e é classificada como 87 numa lista de 179 países no mundo.  O país com a maior liberdade de imprensa no mundo? Finlândia, é claro.

Croácia: menor participação em Erasmus

Desde 2000, a Croácia teve a menor participação no Erasmus, programa de intercâmbio universitário da Europa, em comparação com a sua população total . O país é a mais recente adição à União Europeia, tendo aderido oficialmente em julho de 2013. É um país muito fácil de identificar, num mapa, porque tem a forma da primeira letra do nome (um grande C).

 tmg-slideshow_xl (2).jpg

 Chipre: menor índice de jovens de 18 anos na escola

O que estão os jovens de18 anos a fazer no Chipre? 

Bem, não fumam tantos cigarros como seus colegas austríacos, mas definitivamente não estão na escola. 

Também rodeado pelo clima do Mediterrâneo, quem gostaria de estar na escola?
 

República Checa: pior refúgio da escravidão moderna

O filme Taken deveria ter ocorrido na República Checa, fim da história.
 

Dinamarca: menor número de Zaras per capita

A vida na Dinamarca é maravilhosa. Mas há apenas duas lojas da Zara em todo o país. Mas, realmente, se quiserem roupas espanholas a preços razoáveis… têm muito que padecer.

tmg-slideshow_xl (4).jpg

Estónia: maiores disparidades salariais entre  géneros

Na Estónia, as mulheres representam 27,3% menos do que seus colegas do sexo masculino. Mesmo num país muito machista, como a Itália, a diferença é de apenas 5,8%. Os salários das mulheres na Estónia são mais injustos do que as regras do Monopólio.
 

Finlândia: maior taxa de depressão

A Finlândia é um país realmente bom num monte de coisas - como a de que "toda a liberdade de imprensa", mas a depressão é bastante prevalente. Se vivêssemos tanto a norte, provavelmente também ficaríamos deprimidos por um tempo tão frio r dias tão cinzentos. Felizmente, a taxa de suicídio da Finlândia não é, nem de perto, a da Lituânia.
 

França: o país com mais baixo nível de proficiência em Inglês

Para surpresa de ninguém, a França tem a menor proficiência em Inglês da Europa. 

 

Alemanha: a mais baixa taxa de casa própria

Os alemães não estão particularmente interessados ​​em possuir suas próprias casas ... provavelmente porque eles já possuem a maioria da Espanha e da Grécia.
 

Grécia: maior dívida externa

Este apenas superou o "país com os braços mais peludos".  A partir do final de 2013, a dívida externa da Grécia foi 130,3% do seu PIB. Tradução: isso é muito mau!!.
 

Hungria: maior IVA (imposto sobre valor acrescentado)

A Hungria tem o maior valor fiscal adicionado, com a taxa normal a 27%. 

 

Irlanda: maior taxa de fibrose cística

A Irlanda tem a maior taxa de fibrose cística, a uma taxa de 1 caso por 1800 nascimentos.

tmg-slideshow_xl (5).jpg

Itália: a maior evasão fiscal

O berço da máfia tem a maior percentageml de atividade económica não declarada de qualquer país da União Europeia! 

A multidão e a evasão fiscal andam de mãos dadas. Estima-se que USD $ 239.000.000.000 são perdidos em impostos não pagos pelos italianos, por ano. 
 

Letónia: maior percentagem de presos

A Letónia tem o maior percentual de sua população na prisão, com 305 por 100.000 habitantes trancados. E, no entanto, é apenas metade da taxa nos Estados Unidos , que fica na 716 por 100.000.
 

Lituânia: maior taxa de suicídio

A taxa de suicídio da Lituânia é tão alta, é quase dez vezes maior do que a da Grécia. WTF está a acontecer na Lituânia?
 

Luxemburgo: a despesa mais baixa com educação

Em 2007, o Luxemburgo gastou apenas 3,15% do seu PIB para financiar a educação pública. Presumivelmente, o resto do seu PIB foi gasto adicionando mais vogais do nome do país.
 

Malta: o país onde é mais difícil abrir um negócio

Numa lista de 189 países compilada pelo Banco Mundial, Malta classificou-se no 161, na facilidade de começar um negócio. Ultrapassa outros países notórios por desorganização como a China, a Cisjordânia e Espanha. 

 

Holanda: maior percentual de ciclistas mortos em acidentes de viação

É realmente difícil encontrar algo de errado com a Holanda.  Mas caso se tenha um acidente de carro em qualquer país da UE, as probabilidades de matar um ciclista são mais elevadas nos Países Baixos.
 

Polónia: menor índice de médicos per capita

A probabilidade de encontrar com um médico na Polónia é menor do que de ser capaz de pronunciar seu nome corretamente.

tmg-slideshow_xl (6).jpg

Portugal: taxa bruta de natalidade mais baixa

Portugal tem apenas 7,9 nascimentos por 1.000 habitantes. Isso é quase metade dos 15,0 nascimentos da Irlanda para cada 1.000 habitantes. Então, basicamente, no século XXI a Europa vai ser povoada por uma grande quantidade de pessoas irlandesas e não vai haver muitos portugueses.
 

Roménia: menor índice de cinemas per capita

A Roménia tem apenas 3,8 cinemas por milhão de habitantes. Na outra extremidade, a República Checa tem a maioria dos cinemas per capita, com 49,2 cinemas por milhão de habitantes.

Eslováquia: menor afluência de eleitores

Quem vota na Eslováquia? Quase ninguém. Na verdade, 13,05% da população, mas isso é um comparecimento pateticamente baixo. A afluência às urnas foi a mais elevada na Bélgica, com 89,64% da população a apresentar-se para votar. 
 

Eslovénia: mais mortes por alcoolismo

Eslovénia, realmente precisam aprender sobre moderação.
 

Espanha: a mais alta taxa de abandono escolar

A taxa de abandono é a percentagem de alunos que não concluem a  escolaridade. No caso da Espanha, 23,5% dos alunos do país não conclui o ensino obrigatório. Então, basicamente, 23,5% dos espanhóis olhando para este artigo não tem ideia do que estamos falando sobre eles agora.
 

Suécia: menor índice de camas de  hospital por habitante

Talvez Suécia tenha menos pessoas doentes do que os outros países. Ou talvez os hospitais suecos prefiram que os pacientes tragam os seus próprios sacos de dormir. 

 

Reino Unido: o mais alto uso de cocaína

Aqui estão três outras drogas que o Reino Unido usa mais do que qualquer outro país da União Europeia: Anfetaminas, ecstasy e LSD Pensando bem, talvez o Reino Unido seja apenas o melhor em festas .tmg-slideshow_xl (7).jpg

Hoje será o dia mais curto do ano

Mäyjo, 21.12.14